Feliz Dia da Mulher

08 de Março: Dia Internacional da Mulher


Hoje é comemorado o dia Internacional da Mulher. Mas você sabe como começou tudo? Veja um resumo que encontramos na Wikipedia (clique no link ao lado para ler o artigo completo):
O Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, tem como origem as manifestações das mulheres russas por melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada da Rússia czarista na Primeira Guerra Mundial. Essas manifestações marcaram o início da Revolução de 1917. Entretanto a ideia de celebrar um dia da mulher já havia surgido desde os primeiros anos do século XX, nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas de mulheres por melhores condições de vida e trabalho, bem como pelo direito de voto.
No Ocidente, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado no início do século, até a década de 1920.

Na antiga União Soviética, durante o stalinismo, o Dia Internacional da Mulher tornou-se elemento de propaganda partidária.
Nos países ocidentais, a data foi esquecida por longo tempo e somente recuperada pelo movimento feminista, já na década de 1960. Na atualidade, a celebração do Dia Internacional da Mulher perdeu parcialmente o seu sentido original, adquirindo um caráter festivo e comercial. Nessa data, os empregadores, sem certamente pretender evocar o espírito das operárias grevistas do 7 de março de 1917, costumam distribuir rosas vermelhas ou pequenos mimos entre suas empregadas.
Em 1975, foi designado pela ONU como o Ano Internacional da Mulher e, em dezembro de 1977, o Dia Internacional da Mulher foi adotado pelas Nações Unidas, para lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres.

Igualdade entre sexos na Igreja

Não raro presenciamos muitos casos da busca pela igualdade dos sexos nas Igrejas. Algumas não reconhecem mulheres como pastoras, por exemplo, ou outras que no extremo oposto possuem mulheres como presidentes do ministério. Em alguns casos, mesmo possuindo estudo, faculdade de teologia, doutorado, as mulheres se veem injustiçadas pois homens com menos tempo de Igreja, apenas com diploma do ensino médio ocupam cargos maiores que os dela. Isso gera um senso de justiça e muitas vezes revolta com a liderança e contra Deus.
Ao mesmo tempo que surge estes sentimentos de revolta, pode surgir também um sentimento de depressão por ter sido criada mulher. Afinal, “se fosse homem poderia ocupar o cargo que quisesse”. Neste caso, não estamos falando em posições específicas ou motivados pelo Ego, mas da sensação de que se fosse você, poderia fazer melhor, teria outras ideias e tomaria outras decisões. Ou ainda, seu desejo de pregar, cantar e exercer outros ministérios que em alguns lugares são considerados apenas masculinos.
Muitos homens usam a passagem de 1 Timóteo 2.12 para afirmar que a mulher não pode pregar na Igreja, mas se lermos atentamente, veremos que não é essa a intenção do Apóstolo Paulo:
Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio. 1 Timóteo 2.12
Mas sabemos que existe sim, uma diferenciação entre homens e mulheres com relação aos seus papéis na Igreja e na sociedade e sobre isto vemos várias passagens em toda a bíblia. Mesmo assim, precisamos entender que estes papéis não são para competição e sim para complementar o papel do outro.
Também vemos várias passagens onde Deus demonstra o seu cuidado e preocupação com o bem-estar das mulheres. Um exemplo é a passagem de Deuteronômio 21. 10-14:
10 Quando saíres à peleja contra os teus inimigos, e o Senhor teu Deus os entregar nas tuas mãos, e tu deles levares prisioneiros,
11 E tu entre os presos vires uma mulher formosa à vista, e a cobiçares, e a tomares por mulher,
12 Então a trarás para a tua casa; e ela rapará a cabeça e cortará as suas unhas.
13 E despirá o vestido do seu cativeiro, e se assentará na tua casa, e chorará a seu pai e a sua mãe um mês inteiro; e depois chegarás a ela, e tu serás seu marido e ela tua mulher.
14 E será que, se te não contentares dela, a deixarás ir à sua vontade; mas de modo algum a venderás por dinheiro, nem a tratarás como escrava, pois a tens humilhado.
O costume da época era, ao conquistar uma cidade os soldados abusavam e estupravam as mulheres inimigas e normalmente as matavam depois de humilha-las de todas asa formas possíveis. Ao instituir seus decretos para o povo, Deus demonstrou cuidado especial com esta mulheres que nem faziam parte do seu povo. Esta é apenas uma das muitas passagens que demonstram o amor de Deus com as mulheres. Sugiro que você conheça mais a fundo as histórias de Ester, Ana, e tantas outras que cumpriram o seu papel através do favor do Senhor.
Se você já se sentiu injustiçada ou inferior por ser mulher, creia que o Senhor tem um propósito especial para cada mulher e isso inclui você. A morte na cruz, a remissão dos pecados também alcança eu e você. Tome posse disso e viva plenamente tudo aquilo que o nosso Pai preparou para ti. Feliz dia da Mulher!!!
This work is licensed under a Creative Commons license.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...